Busca
                                                   Home  |  Fale Conosco 
» Canais

 

 

 

 

 

Notícias - Adamantina


Atualizado em 26-11-2018 as 08:35:18

Cerveja artesanal e cultura empreendedora são apresentadas à região


Quinta-feira, dia 22, foi apresentado à população da Nova Alta Paulista, um projeto inovador para o histórico do desenvolvimento regional. Trata-se de um esforço conjunto para agregação de valor a algumas matérias primas produzidas nos municípios das microrregiões de Adamantina e de Dracena.

Com perfil socioeconômico de forte base agropecuária, nessa área localizada no extremo oeste paulista se produzem frutas, cereais, mel, leite, carne e outros, comercializados in natura ou transformados em agroindústrias locais. Propõe-se o aproveitamento de milho não transgênico, maracujá, banana, urucum e outros, por meio de fermentação, de modo a transformá-los em cervejas artesanais. E para que todo o processo produtivo se complete na própria região, buscam-se ações empreendedoras alavancadas com recursos provenientes de um fundo captado junto a investidores que compartilham princípios como geração de trabalho e renda, inovação, conhecimento, sustentabilidade e cooperação.

A ideia foi apresentada na sede do Sincomércio de Adamantina, com a adesão inicial de várias pessoas. O primeiro passo é comprar fermentadores a serem instalado na cervejaria Heir Beer, localizada na cidade de Jaú, que já vem atuando como parceira do projeto. Em pouco tempo o empreendimento será transferido para Adamantina, onde já está em fase de instalação uma cervejaria artesanal pelo professor João Rafael Cini.

Em busca de inovação, o mestre cervejeiro Natanael Moreira (de Jaú) desenvolveu uma bebida alcoólica à base de mel de cipó uva. Essa planta é nativa da floresta tropical brasileira, sendo abundante nas matas ciliares do rio Aguapeí e do rio Paraná. A bebida alcoólica, que segue o mesmo processo da cerveja artesanal, abre caminho para receitas com outras matérias primas regionais. Com o mesmo mel ele desenvolveu um fermento, que está sendo usado para panificação. O nutricionista Edson Mantovani está incrementando receitas exclusivas, com vistas aos mercados gourmets. Os dois produtos foram servidos (a bebida alcoólica e o pão do tipo australiano) e aprovados pelos investidores.

Os recursos serão geridos de acordo com regras implementadas pelos colaboradores e expostas pelo professor mestre Reinaldo de Oliveira Nochi da UniFAI e da FATEC Lins. Além dos fermentadores, os recursos custearão as necessidades complementares de cartonagem, rotulagem e marketing. Os rendimentos terão a finalidade também de fomentar microeempreendimentos em curso por membros do projeto Talentos e Produtos da Nova Alta Paulista.


Tendo a cooperação e a inovação como valores fundantes, o projeto Cerveja Artesanal quer o protagonismo de muitas pessoas, pois pretende fortalecer a identidade e as conexões regionais. Para isso instituiu cotas de R$500,00 para os interessados e subcotas de valores menores para estudantes com idade superior a dezoito anos, considerando que, individualmente, torna-se mais difícil empreender com pequenos valores. Trata-se de uma iniciativa em que todos estamos aprendendo a trabalhar coletivamente: gestores, cotistas e apoiadores. Os desafios são imensos, porém superados pelo desejo de inovar e de empreender a partir do que se tem.

Na sua fase de estudos e viabilidade, a iniciativa das cervejas artesanais contou com o apoio da agente regional de inovação, por meio da Agência Inova Paula Souza, cujos objetivos e diretrizes auxiliaram na articulação e nas discussões elementares. As demandas da sociedade foram canalizadas a fim de que se pudessem direcionar as questões estratégicas de montagem do projeto, desenvolvimento e análise de modelo de negócio, formas de obtenção de eventuais financiamentos, indicações quanto às obrigatoriedades burocráticas, dentre outras indicações que pudessem auxiliar os envolvidos na consecução dos propósitos estabelecidos. Outras instituições públicas e privadas atuaram e atuam como apoiadoras, confirmando a importância das ações articuladas.

Prof.ª dr.ª Izabel Castanha Gil
Agente de Inovação/Agência Inova Paula Souza
Professora da ETEC Prof. Eudécio Luiz Vicente e UniFAI





Últimas notícias

Desenvolvido por - Evolução Web - www.evolucaoweb.com.br
Copyright - FOLHA REGIONAL - PORTAL DE ADAMANTINA - Todos os direitos reservados